Secretários visitam frente de trabalho do ProsaiMaués

Foto: Tiago Corrêa/SRMM-UGPE
Visita ProsaiMaués

Foto: Tiago Corrêa/SRMM-UGPE

Foto: Tiago Corrêa/SRMM-UGPE

O Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento da Região Metropolitana de Manaus (SRMM) e da Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE), fez um levantamento da situação real dos andamentos das obras do Programa de Saneamento dos Igarapés de Maués (ProsaiMaués) nesta terça-feira (24). O projeto, executado pelo Governo do Amazonas, por meio de financiamento do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), prevê retirada de famílias de áreas de risco, construções de parques, áreas de convivência e revitalização de lagoas.

“Nossa vinda até Maués foi determinada pelo governador Amazonino Mendes e o secretário de Estado de Infraestrutura (Seinfra), Oswaldo Said. Reunimos com a construtora responsável pela execução das obras, lideranças comunitárias e com representantes do município”, explicou o secretário executivo da SRMM, Elânio Gouvêa.

A comitiva que se deslocou à cidade foi formada por engenheiros e técnicos com experiência no Programa de Revitalização Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus (Prosamim), que é o projeto-mestre do ProsaiMaués. “Nós tivemos uma resposta positiva, que agora levaremos ao governador, da construtora que está à frente das obras. Nas visitas aos canteiros de obras, conseguimos ter uma resposta precisa da situação real da frente de pontos como a Lagoa da Maresia, que fica próxima à orla da cidade”, disse o coordenador executivo da UGPE, Claudemir Andrade.

Visita ProsaiMaués

Visita ao ProsaiMaués

O prefeito da cidade, Júnior Leite, classificou a visita da comitiva do Governo como positiva. “Nós sentimos que, com a vinda dessa comitiva do Governo até Maués, as coisas finalmente estão começando a andar. Esse novo Governo está dando uma reposta rápida e precisa ao povo da cidade”, afirmou Leite.

Dona Jandira Silva, 58, é líder comunitária de uma das áreas beneficiadas pelo ProsaiMaués. Para ela, agora a realidade passou a ser outra. “Chamaram a gente para conversar, isso foi fantástico, porque nunca um secretário tinha parado para conversar com a gente. Agora, sentimos que tudo vai caminhar de verdade”.

O ProsaiMaués está orçado em 35 milhões de dólares, recursos do BID, e contempla intervenções nas lagoas do Prata, Maresia e Donga. Ao todo mais de 308 famílias devem ser contempladas diretamente, mas 63 mil habitantes serão beneficiados com os projetos sociais e ambientais.

 

Comunicação da Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE PROSAMIM)